14.8.17

na casa da esquina


na casa da esquina, havia uma luz azul que acendia e apagava sempre que alguém pensava em morrer de amor. na casa da esquina havia um amor azul que apagava e acendia sempre que a luz pensava em morrer sem dor. certo dia joana apagou todas as luzes, matou todos os amores e rasgou os vestidos azuis. sempre preferiu lugares escuros, paixões efêmeras, vestidos pretos e uma morte indolor.

Um comentário:

Van disse...

Joana cansou da brincadeira. Queria do jeito dela. Joana permanece determinada em não fazer concessões.